fbpx

OPINIÃO | O que a Casa da Literatura tem a oferecer na XIX Bienal do Livro?

Opinião: Pedro Gerolimich


Quero contar para você sobre um importante acontecimento para a cultura do Rio de Janeiro: como muitos já conhecem ou ouviram falar, a Casa da Literatura é um espaço da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC), criada pela iniciativa do Secretário da pasta, Ruan Lira.

Depois do sucesso alcançado na FLIP (Feira Literária de Paraty), chegou novamente a vez da Casa marcar presença em um outro importante acontecimento cultural, desta vez no maior evento literário do país, a XIX edição da Bienal Internacional do Livro Rio, que está cheia de novidades e ganhou mais essa valiosa contribuição.

Durante o período de 30/08 a 08/09 de 2019, estaremos localizados no Pavilhão Laranja do Riocentro, onde o nosso estande contará com diversas atividades.

Vasta programação

Serão 120 horas de uma programação muito rica, organizada através de um edital público lançado pela SECEC-RJ, que recebeu mais de 500 propostas, com mais de 400 pessoas, dentre escritores e escritoras, poetas, debatedores, editoras, enfim, o povo do livro.

A programação contará com diversas temáticas: políticas públicas voltadas à leitura; formação de um público leitor; fomento e circulação do livro, leitura e literatura; intercâmbio entre as Bibliotecas-Parque e Bibliotecas Comunitárias.

Teremos lançamentos de livros, contação de histórias, mesas de debates, intervenções culturais, oficinas e apresentações artísticas e, já na abertura da nossa programação, contaremos com a divertida apresentação de cosplays da Liga da Justiça e seus trabalhos sociais e com a presença do “Batman” Eron Morais Melo.

As mesas de debates tratarão de temas muito atuais como Fake News, com a Pró-Reitora de Extensão da UFRJ, Ivana Bentes, e o jornalista da Agência Lupa Gilberto Scofield, com mediação de Mônica Chaves, consultora em educação midiática.

A Literatura e Economia Criativa não podiam ficar de fora e serão tema de debate com o Secretário Ruan Lira, Gledson Vinícius, do Poeme-se, e Robson da Costa Melo, da Estante Mágica, no qual terei a honra de fazer a mediação.

Em tempos de violência, falar sobre o papel da leitura na ressocialização é fundamental, sendo assim, a mesa de debate “Palavras que libertam – Salas de Leitura como Portas da Ressocialização” trará para os ouvintes reflexões sobre o tema, onde participarão especialistas, como o Desembargador Ciro Darlan, o Diretor de Cultura e Esporte – DEGASE, Alexander Martins, o escritor Jessé Andarilho e a Diretora Especial das Unidades Prisionais e Socioeducativas – DIESP/SEEDUC, Fernanda Reis Lopes.

Mas se engana quem pensou que só de livros vive a nossa programação. Outra surpresa que preparamos para você foi trazer a presença do cinema para nossas mesas. Junto com a literatura e o jornalismo teremos um debate de feras com Cacá Diegues, Íttala Nandi e Zuenir Ventura. Imperdível!

Além dos debates, teremos outras atividades muito interessantes, como o lançamento de vários livros importantes, “Cidadania em minha vida”, é um deles, dos autores Coletivo Ateliê dos Jovens Escritores, que representa os jovens escritores da Baixada Fluminense.

E oficinas variadas se destacam, trazendo o lúdico para a Bienal. A de bonecas Abayomi, um símbolo de resistência, tradição e poder feminino, que Ana Paula de Almeida Dias Cruz irá ministrar é um ótimo exemplo.

Olha, são tantos os nomes interessantes que fazem parte desse nosso projeto, que fica difícil e injusto citar somente alguns e deixar outros de fora.

Por isso, convido a todos e a todas para ver a nossa programação e escolher as atividades com as quais vocês mais se identificam. A Bienal é um encontro mágico, onde diversos autores estarão presentes, propiciando aos visitantes uma integração única com o mundo da leitura e conhecimento.

Por isso, nós da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro nos empenhamos em criar uma programação tão diversificada e especial, contemplando diversos agentes de cultura e personalidades importantes, não somente do âmbito da literatura, mas dos mais diversos campos que pudessem enriquecer os temas que serão tratados em nossa Casa da Literatura, propiciando a todos vocês momentos enriquecedores de reflexão, informação e cultura.

Nos encontramos na Bienal! Até lá!

Skip to content