fbpx

Detetives do Prédio Azul agitam o cenário da Casa França-Brasil

Solar neoclássico, inaugurado em 1820, é usado como locação da nova aventura do terceiro filme da franquia infantil


O prédio histórico da Casa França-Brasil, equipamento da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, recebeu nessa quarta e quinta-feira (21 e 22/08) a equipe de filmagem e elenco de “Detetives do Prédio Azul 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo”.

Sob a direção de Mauro Lima foram gravadas cenas do enredo da terceira produção da franquia, lançada inicialmente na TV e que já levou mais de 2,5 milhões de espectadores ao cinema.

detetives do prédio azul na Casa França Brasil

A ação foi centrada nos três personagens principais da trama, os detetives SolPippo e Bento, que contracenaram com o bruxo Baltazar, interpretado por Perfeito Fortuna, e também com as bruxas Duvíbora, papel da atriz Alexandra Richer, e sua filha, a bruxinha Dunhoca, vivida pela atriz Klara Castanho.

Mas é claro que o porteiro Severino foi escalado para participar da gravação de cenas do DPA3. Afinal, esse personagem, interpretado pelo ator Ronaldo Reis, concentra boa parte do mistério que movimenta a nova trama, no roteiro de autoria de Flávia Lins e Silva, Rêne Belmonte e Mauro Lima.

Empolgada com a perfeita adaptação do cenário do DPA3 à histórica arquitetura do palácio onde está instalada a Casa França-Brasil, a produtora associada Juliana Capelini declarou: “Realmente, a montagem do cenário ficou perfeitamente adequada ao interior do grande salão da casa. Ficou inspirador para a gravação das cenas, que foram selecionadas com cuidado para essa locação tão especial!” O filme tem estreia prevista para junho de 2020.

A aventura no fim do mundo

Com produção da Paris Entretenimento, coprodução do Gloob e da Globo Filmes, “DPA 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo” terá, ainda, participações especiais de Lázaro Ramos, como o Mago Elergun, dono de uma fábrica de doce de leite, Alinne Moraes e Rafael Cardoso. No Rio, algumas das locações, além da Casa França-Brasil, são a Base Aérea de Santa Cruz, o MUsal – Museu da Aeronáutica, Fábrica Bhering e a Pedreira Tamoio, em Vargem Pequena. 

Os personagens da trama, unidos à feiticeira Berenice (Nicole Orsini), vão, nessa última aventura, literalmente para o Fim do Mundo, como é conhecida a região de Ushuaia, na Patagônia Argentina, também uma das locações do enredo.

“D.P.A. confirma a importância de investirmos em propriedades intelectuais brasileiras e personagens fortes, e também de termos no cinema boas histórias para toda a família”, diz Márcio Fraccarolli, CEO da Paris Filmes.

Skip to content