fbpx

Público frequentador da BPE cresceu 467,5% nos últimos oito meses


Reaberta em maio de 2018, a Biblioteca Parque Estadual vem sendo cada vez mais frequentada de oito meses para cá (de setembro de 2018 a abril deste ano). A alta significativa, na verdade, começou em dezembro, quando de 1.229 visitantes registrados em novembro houve um salto para 4.049 no último mês do ano. Embora o crescimento de dezembro tenha sido atípico, janeiro e fevereiro de 2019, com suas estatísticas de 5.609 e 5.208 frequentadores têm um motivo para lá de óbvio na conquista de fãs da leitura: foi em janeiro último que a biblioteca da Avenida Presidente Vargas voltou a emprestar livros, o que não ocorria desde a sua reabertura. “Não se justificava uma biblioteca aberta sem exercer a função que é  sua principal razão de ser”, comenta o superintendente de Leitura e Conhecimento da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Pedro Gerolimich. Em março, mês do carnaval, passaram pela BPE 4.438 leitores. E, mês passado, em abril, o número foi surpreendente: 6.564 pessoas.

Além da reativação do empréstimo de livros, Pedro Gerolimich atribui a elevação da frequência da BPE à função de acolhimento que o espaço está exercendo. Os espaços da BPE, como o teatro, auditório e salas multiuso vêm sendo cedidos a grupos e segmentos organizados da sociedade para a realização de palestras, cursos, debates e apresentações teatrais. “Queremos que o público não só participe da nossa programação cultural, mas que também produza os eventos”, continua Gerolimich. Em troca, a BPE negocia o recebimento de doações, que vão de material didático a lâmpadas, e serviços.

A Biblioteca Parque Estadual (Avenida Presidente Vargas, 1261, Centro) está aberta de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h.

Skip to content