fbpx

DevPark: SECEC prestigiou desenvolvedores independentes na Game XP

DevPark mostrou a um público numeroso o melhor dos games independentes do Rio de Janeiro


Das 95 mil pessoas que visitaram a Game XP nos seus quatro dias (25 a 28 de julho), uma parte considerável foi ao evento com o objetivo de conhecer o que é realmente novo e está em ascensão nos games nacionais. Esses visitantes tiveram suas expectativas atendidas pelo DevPark, espaço da Inova Arena destinado a promover um encontro único entre desenvolvedores de games e os jogadores.

E, dentro desse espaço do DevPark, a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa cumpriu a função de apoiar os talentosos desenvolvedores independentes do Estado do Rio de Janeiro, com um stand próprio e muito concorrido.

Diariamente, 18 desenvolvedores escolhidos pela curadoria do Rio Criativo ficaram à disposição para fazer gameplays com o público, mostrando seus produtos, lançamentos e conteúdo. 

Nesse ambiente, a inventividade do desenvolvedor de jogos do Rio de Janeiro encontrou meios de se tornar conhecida não só do público de gamers, mas também dos possíveis patrocinadores, ampliando suas redes de relacionamento.

Segundo o assessor Diogo Oliveira, do Rio Criativo, programa da SECEC destinado a dar suporte a empreendedores, “nossa proposta foi garantir espaço para mostrar ao mundo o que o Rio de Janeiro tem de melhor em relação aos games independentes.  Esse foi nosso principal objetivo no DevPark, posicionar a produção fluminense ao lado de grandes marcas do mercado”.

Foram cinco os desenvolvedores no DevPark que contaram com a curadoria da SECEC, por meio do programa Rio Criativo: Dumativa, Pandora Game Studio, Double Dash Studio, BitCake Studio e Fableware Narrative Design.

Outros 13 foram oriundos de chamada pública: Starfruit, Smash Mountain, Workaround Games, Illumina Games, Ylun Game Studio, Acesso Tecnológico Ltda, Diverte Games, Mad Mimic, Jabuti Tech, Little Giants Game Studio, Memes Games, R3ach Games e Gazeus Games.

Além disso, a SECEC promoveu no Inova Stage, palco de palestras e debates da Inova Arena, painéis e talks com 30 minutos de duração, que levaram entretenimento e informação para o público. O Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa Ruan Lira participou com uma fala no sábado (27/07), às 20h.

Para os novos desenvolvedores, o Rio Criativo já tem uma ótima notícia: até o fim do ano será lançado mais um edital de incubação de empreendimentos.

A Game XP, que contou com o aporte de cerca de R$8 milhões do Governo do Estado do Rio de Janeiro, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura e Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, chegou ao fim com um saldo muito positivo para a economia da cidade. Somente no primeiro dia o consumo de alimentos e bebidas representou todo o valor arrecadado na edição passada. Um estudo da Fundação Getúlio Vargas apontou que foram 10 mil empregos gerados, um impacto econômico de R$ 82,3 milhões e R$ 11,1 milhões de tributos recolhidos.

Skip to content